MURAL DA SEMANA - 19/06/2018

MURAL DA SEMANA - 19/06/2018

TEMÁTICA IELB 2018

TEMÁTICA IELB 2018

IELB TV

Loading...

VÍDEOS: Programa da IELB no YouTube

Loading...

quarta-feira, 2 de maio de 2018

ALMA ABATIDA???

O Salmo 42 é deveras confortador e de uma profundidade extraordinária. O seu tema: A alma sedenta por Deus.  Por que estás abatida, ó minha alma?”, significa literalmente: “Por que estás prostrado ao chão?” O quadro é de um homem esmagado por um fardo pesado demais para ele suportar... “Por que te perturbas dentro de mim?”, significa literalmente: “Por que estás soltando um bramido de lamento dentro de mim?” A referência é ao tumulto interior de alguém que se sente atordoado pela vida. A implicação da palavra “por que” é que o salmista reconhecia que não deveria estar prostrado ao chão, não deveria estar cheio de confusão interior...
O salmista estava desenvolvendo um tipo de conversa franca consigo mesmo. É como se a gente dissesse pra si mesmo: “Pare de sentir pena de si mesmo, Sérgio, e saia dessa!” A mensagem do salmista para si mesmo era: “Pare de ser depressivo e comece a esperar em Deus!”. A esperança dele não residia em si mesmo, nem nos outros, nem mesmo em técnicas psicológicas, mas em Deus. Era Deus quem podia ajudá-lo. A esperança bíblica não é um “tomara-que sim”, mas é CONFIANÇA. O salmista terminou o versículo 5 confiante de que, no final, sua oração seria respondida: “Espera em Deus, pois ainda o louvarei [no templo], a ele, meu auxílio e Deus meu”!
Mas, o salmista também se volta para Deus. Por outro lado, sabia de fato que Deus não o desampararia. Ele oscilava entre a escuridão do desespero e a claridade da fé.
Quando as ondas turbulentas arrebentavam sobre ele, o salmista subia em cima da rocha, cheio de dúvidas. Ele erguia a face para o alto e clamava: “Por que Deus permitia aquela tribulação? Por quê? Por quê?” É óbvio que o salmista estava magoado; completamente desanimado. Perguntamos: Afinal, “qual era a razão?” Ao analisarmos as palavras dele, parece óbvio que ele estava olhando demais para os problemas e muito pouco para as promessas de Deus... Queixas e mais queixas, lamúrias e descontentamento... e as promessas de Deus ficaram esquecidas... Não é isto que acontece com você e comigo, em muitas situações?!!!
E você, o que está entristecendo a sua alma? O que está perturbando e preocupando você? Será a morte de um ente-querido?! Uma doença? Sua família? A situação financeira? Você lembra como o Salmista resolveu o abatimento e tristeza de sua alma???  Quando se fica desanimado, a parte essencial da recuperação é olhar para as promessas de Deus, ou seja: ESPERAR EM DEUS = CONFIAR...
O salmista lembrou-se disso e fez isso. E assim, ele foi tomado de uma nova e viva esperança, a de que: Deus satisfaria os anseios de sua alma (42:1, 2); Deus estaria com ele sempre (42:5);  Deus faria tudo acabar bem no final (42:5, 11; 43:5); Deus continuaria o amando, incondicionalmente (42:8) e O SENHOR o guardaria de todo mal; guardaria a sua alma. Que o SENHOR guardaria a sua saída e a sua entrada, desde agora e para sempre. (43:1 – Salmo 121.7).
Portanto, sigamos o exemplo do salmista e confiemos nas promessas de Deus. Vamos colocar a nossa vida nas mãos do SENHOR, esperar nele, e ele nos ajudará (Sl 37.5). Pois, “os que esperam no SENHOR renovam as suas forças, sobem com asas como águias, correm e não se cansam, caminham e não se fatigam” (Isaías 40.31).

quarta-feira, 28 de março de 2018

JESUS, O BOM PASTOR

Conta-se uma história de que certo visitante estava percorrendo determinada região da Síria e encontrou três pastores de ovelhas que davam águas a seus rebanhos junto a um poço.
As ovelhas estavam todas misturadas. Daqui a pouco, um dos pastores se levantou e chamou: “Mene-Ah!” “Mene-Ah!”, que em árabe significa “vem comigo”. Imediatamente, umas trinta ovelhas se separaram do grupo e seguiram o seu pastor morro acima. Também o segundo pastor afastou-se um pouco e exclamou o seu “Mene-Ah!” e seguiu com o seu rebanho. Admirado, o viajante perguntou ao pastor que tinha ficado:
- Suas ovelhas me seguiriam se eu as chamasse?
- Por que você não experimenta? - respondeu o pastor.
- E se eu usasse a sua capa e seu cajado? Não achas que elas pensariam que eu sou você.
Sem dizer nada, o pastor ofereceu ao homem sua capa e seu cajado, e ficou observando com um sorriso nos lábios como o estranho chamava seu “Mene-Ah!”, “Mene-Ah!”.
As ovelhas não lhe deram qualquer atenção. Então, o pastor as chamou, e as ovelhas prontamente seguiram o seu pastor. Estando admirado, o visitante perguntou ao pastor como isso pode acontecer. O pastor então explicou:
- Elas não seguiriam a nenhum outro. Só uma ovelha doente seguiria a um estranho.
Trazendo para a nossa realidade, podemos ver que toda a humanidade é como um rebanho de ovelhas doentes. Isso porque o pecado corrompeu a todos, ao ponto de estarmos desgarrados, não conseguindo nos orientar sozinhos, nem fugir das situações de perigo. Com isso, nos tornamos escravos de Satanás, da perdição e da condenação.
Porém, olhando para as Escrituras, podemos ver que também há um pastor que conhece o seu rebanho e os chama pelo nome. Esse pastor é Jesus. Ele mesmo diz: Eu sou o bom pastor; conheço as minhas ovelhas, e elas me conhecem a mim” (João 10.14). Como Bom Pastor, Jesus carregou nossas fraquezas e doenças, tomando sobre si nossos pecados, morrendo na cruz e ressuscitando ao terceiro dia, fazendo o pecado, o diabo e a morte não terem mais poder algum sobre nós. Jesus nos deu a vida eterna, conduzindo-nos para a casa de seu Pai, o nosso Deus (João 14.2).
Como consequência, quanto mais conhecemos esse Bom Pastor, mais vamos querer segui-lo. E como podemos fazer isso? Escutando a sua voz, que nos está revelada nas Sagradas Escrituras. Somente ali nós temos a certeza de que somos o seu rebanho e que nada vai nos tirar da mão dele (Jo 10.27-28). E, também, quando participarmos dos cultos, das reuniões de família e dos departamentos estaremos escutando a voz de Jesus, o seguindo como nosso Bom Pastor.
Por isso, confiemos a nossa vida nas mãos do nosso único Bom Pastor, Jesus Cristo, para que Ele nos guie e oriente por toda a nossa vida e assim sejamos herdeiros da vida eterna, desfrutando dos pastos verdejantes e das águas de descanso (Sl 23.2). Que o Deus Espírito Santo o conceda a cada um de nós. Amém.

terça-feira, 26 de dezembro de 2017

A MÃO DO SENHOR



A Bíblia é rica em expressões e figuras de linguagem. Uma delas chama-se antropomorfismo – a ação de Deus em assumir formas humanas, a fim de tornar conhecida (inteligível) a sua mensagem. Assim temos: a mão do Senhor; os ouvidos; os olhos; a boca; o braço, etc. Neste texto, o profeta Isaías expressa um sentimento de Deus em relação a seu povo, desviado de seus caminhos e rebelde, em aceitar a sua salvação.

Quantas coisas estão fora do alcance das nossas mãos, especialmente no que diz respeito à saúde do corpo e da alma, ou quando temos muitas coisas para carregar... às vezes dizemos: eu precisava de mais uma mão... A realidade de Deus é muito diferente...  A mão do SENHOR está sobre nós... Deixemos Deus resolver os problemas que não podemos resolver. Lancemos toda a nossa ansiedade sobre ele, Ele tem cuidado de nós... Assim, os problemas deixam de ser nossos e passam a ser de Deus. Aquilo que está fora do nosso alcance, ele domina perfeitamente, todas as coisas estão no controle das suas mãos e nada lhe escapa, nada se perde, tudo está ao seu alcance, sob o seu controle.

Mas, em algumas vezes, talvez você tenha a impressão de que Deus está completamente alheio, indiferente em relação aos seus problemas. Mas isso não é verdade! Deus está com os ouvidos sempre abertos e Suas mãos sempre prontas a agir em nosso favor. Ouça novamente o que diz a sua palavra: Eis que a mão do Senhor não está encolhida, para que não possa salvar, nem surdo o seu ouvido, para não poder ouvir (Isaías 59.1)

Amados, a mão de Deus ama segurar... Ele ama segurar a sua mão... Ele quer tomá-lo pela mão, como Jesus tomou a mão cego de Betsaida (Mc 8.22-26), para fazer ver o amor e graça de Deus...  apontar o caminho para a Vida... A MÃO DO SENHOR está amplamente estendida sobre nós... Ele provê tudo o que precisamos para esta vida e para a que há vir pela fé em Cristo Jesus. Segura na mão de Deus e vai!!!

Sim, que A MÃO DO SENHOR esteja à nossa frente para nos mostrar o caminho certo. A MÃO DO SENHOR esteja ao nosso lado para nos abraçar e nos proteger. A MÃO DO SENHOR esteja atrás de nós para nos salvar de pessoas falsas e traiçoeiras. A MÃO DO SENHOR esteja debaixo de nós para nos amparar quando cairmos. A MÃO DO SENHOR esteja dentro de nós para nos consolar quando estivermos tristes. A MÃO DO SENHOR esteja ao nosso redor para nos defender quando outros nos atacam. A MÃO DO SENHOR esteja sobre nós para nos abençoar e nos dar a paz, hoje e sempre! Amém.

quarta-feira, 4 de outubro de 2017

DEUS ESTÁ CONOSCO


Muitas vezes passamos por situações de crise, de perdas, de escassez, de dores e nos perguntamos será que Deus se esqueceu de mim? Será que o Senhor está comigo ou não? Essa era a pergunta do povo de Deus – Êxodo 17.1-7. Israel havia deixado o Egito e agora estava atravessando um deserto que parecia ser interminável... E o que o povo mais temia parece que sobreviera, ou se seja, a falta de água. Imagine que situação difícil! O que fazer numa hora como esta? Lembrar e dizer: Até aqui nos ajudou o SENHOR...
Mas o povo reclama e pede solução a Moisés, o líder deles... E Moisés intercede junto a Deus e Deus lhe responde. O curioso é que o Senhor quando responde à oração de Moisés não lhes manda um poço ou um curso d’água, mas uma rocha, aparentemente um beco sem saída, mas lhe diz: Eis que estarei ali diante de ti sobre a rocha em Horebe; ferirás a rocha, e dela sairá água, e o povo beberá (Ex 17:5). E a rocha, aparentemente uma resposta bizarra à oração, foi o lugar de onde veio o provimento divino... sim para Deus não há impossíveis...

Lamentavelmente, não somos muito diferentes do que o povo de Israel e murmuramos e esquecemo-nos das maravilhas que Deus já operou em nosso viver... de como conduziu nossa vida e nos tem abençoado... de como bebemos da água espiritual no Batismo... de como na Santa Ceia se renova o Sacrifício realizado pelos nossos pecados e que são perdoados todos os dias e a cada culto, recebendo na Santa Ceia a confirmação do perdão, vida e salvação...

Portanto, tire mais tempo para a oração e para sentar com Jesus, como a mulher Cananéia (João 4.5-15), participar dos cultos e Santa Ceia, e então vais beber da fonte da Água Viva e você não desfalecerá em sua jornada... e lembre-se: todo deserto tem começo, meio e fim! DEUS NUNCA ABANDONA SEU POVO (Cf. Salmo 121)!!! Em Isaías 49:15,16, lemos: Acaso, pode uma mulher esquecer-se do filho que ainda mama, de sorte que não se compadeça do filho do seu ventre? Mas ainda que esta viesse a se esquecer dele, eu, todavia, não me esquecerei de ti... Eis que nas palmas das minhas mãos te gravei...

Sim, Deus está conosco e conosco quer ficar! Por isso, não temas, tenha fé e coragem, o SENHOR Deus vai à nossa frente, confiemos na sua promessa: “Não fiquem com medo, pois estou com vocês; não se apavorem, pois eu sou o seu Deus. Eu lhes dou forças e os ajudo; eu os protejo com a minha forte mão” (Isaías 41.10). Amém.

quinta-feira, 3 de agosto de 2017

A IGREJA EM ORAÇÃO



Alguém disse certa vez: “O que hoje a Igreja necessita não é de mais e melhor mecanismo, de novas organizações ou mais e novos métodos, mas de homens e mulheres a quem o Espírito Santo possa usar – homens e mulheres perseverantes na oração. O Espírito Santo não se derrama através dos métodos, mas por meio de pessoas. Não unge planos, mas pessoas – pessoas de oração”.

Olhando para a Escritura Sagrada, vemos que a primeira reunião da igreja em Atos dos Apóstolos foi uma reunião de oração. Diz o texto: Então, voltaram para Jerusalém, do monte chamado Olival, que dista cerca de um quilômetro. Quando ali entraram, subiram para o cenáculo onde se reuniam Pedro, João, Tiago, André, Filipe, Tomé, Bartolomeu, Mateus, Tiago, filho de Alfeu, Simão, o Zelote, e Judas, filho de Tiago. Todos estes perseveravam unânimes em oração, com as mulheres, com Maria, mãe de Jesus, e com os irmãos dele. (Atos 1.12-14).

Temos aqui lições importantes sobre oração: Quem estava orando? Todos os membros da igreja ali em Jerusalém estavam orando. Cerca de 120 pessoas estavam naquele cenáculo. É interessante notar a variedade de pessoas presentes naquela reunião. Homens e mulheres estavam lá. Os apóstolos ou os líderes da igreja estavam lá. A família de Jesus, Maria e os irmãos do Senhor Jesus, estavam lá...
O que isso nos ensina? Todos os membros da igreja devem participar das orações, principalmente, os líderes (Atos 3.1; 4.13 e 8.14). É surpreendente que hoje as pessoas pescam juntos, praticam esportes juntos, comem juntos, mas oram pouco juntas. A maior comunhão do mundo é a comunhão da oração.
Os irmãos em Jerusalém oravam porque Jesus ensinou a orar. Eles oravam enquanto aguardavam o agir de Deus, o cumprimento da promessa do derramar do Espírito. “Quando o homem trabalha, o homem trabalha. Quando o homem ora, Deus trabalha”. (Patrick Johnstone). A oração era uma arma poderosa daquela igreja, é o suor da alma, disse o Reformador Martinho Lutero. Eles haviam apreendido que sem Jesus, não poderiam realizar nada (João 15.5); ele haviamm aprendido que “As pessoas fazem seus planos, porém é o SENHOR Deus quem dá a última palavra” (Provérbios 16.1).
Você já viu um passarinho dormindo num galho ou num fio, sem cair? Como é que ele consegue isso? Se nós tentássemos dormir assim, iríamos cair e quebrar o pescoço. O segredo está nos tendões das pernas do passarinho. Eles são construídos de forma que, quando o joelho está dobrado, o pezinho segura firmemente qualquer coisa. Os pés não irão soltar aquela coisa até que ele desdobre o joelho para voar. O joelho dobrado é o que dá ao passarinho a força para segurar qualquer coisa.
É uma maravilha, não é? Que desenho incrível do Criador. Mas, não é tão diferente em nós. Quando nosso “galho” na vida fica precário, quando tudo está ameaçado de cair, a maior segurança, a maior estabilidade nos vem de um joelho dobrado - dobrado em oração.
O Salmista lembra (34.15-18): “Deus cuida das pessoas honestas e ouve os seus pedidos... Quando as pessoas honestas chamam o SENHOR, ele as ouve e as livra de todas as suas aflições. Ele fica perto dos que estão desanimados e salva os que perderam a esperança...”. E o apóstolo conclui: “ORAI SEM CESSAR”. Assim faremos, amém!!!